Pandemia deixa criador do Zoom US$ 4 bilhões mais rico